O que a gente faz é F#%A

Hoje eu queria falar principalmente com quem está começando, com o artista em início de carreira, com o produtor que decidiu mudar de área, com o insatisfeito que decidiu se jogar no vazio e preencher sua vida e a vida dos outros de arte e cultura.

Já faz alguns bons anos que estou nesta jornada… e não é de hoje que comento que percorrer este caminho traz glórias e derrotas, felicidades e lágrimas, certezas e dúvidas. Ainda assim, continuo vendo um caminho de pedrinhas douradas.

Confesso que tenho uma certa facilidade de esquecer os momentos ruins, mas, sinceramente, o que a gente faz é F#%A! Você me entendeu (não gosto de escrever palavrões na newsletter, por mais que fale bastante!).

A gente faz com pouco, faz com nada, faz com uma folha de papel em branco. A gente fala com todos de forma individual e particular. A gente faz alguém entrar na caixa preta, nas páginas de um livro, nas cenas de um filme, no espaço, onde quer que seja, e sair diferente.

A GENTE sai diferente a cada nova produção!

Enfim, eu queria escrever essa mensagem pra dizer que nem sempre é fácil, sobretudo quando o contexto que estamos vivendo não ajuda, mas que vamos continuar!

E quando a gente fraquejar, é só lembrar da frase e gritar (com palavrão e tudo):

O que a gente faz é F#%A!

Eu continuo por aqui… e precisando de um help no seu caminho de pedrinhas (espero que você as veja douradas também), pode contar com a gente.

Você sabe!

[Decola!Lab] E se você pudesse decolar com seu negócio?

Se você acompanha nas redes sociais e também por aqui, sabe o quanto sou fã do programa Decola!Lab, oferecido pela Espaçonave. Eu fiz esse programa um tempão atrás e há dois anos sou parceira da Rafa Cappai indicando o Decola!Lab para meus clientes também.

Pois é! Este post é para avisar que as inscrições para o Decola!Lab 2018 estão abertas!!! Ieeeee!!!

Não sabe do que eu tô falando? O Decola!Lab é um programa online de 10 semanas (com uma quantidade de material incrível) que oferece um passo-a-passo para transformar suas paixões e talentos em um negócio com a sua cara e seu jeito.

Diferente dos programas que a gente oferece aqui, que são mais voltados para projetos, o Decola tem foco em negócios. Algo que a gente sabe que precisa sempre de uma mãozinha na área cultural.

Então, eu te convido a clicar  AQUI pra conhecer um pouco mais sobre o programa!

Quer mais? Embarcando através da indicação #dagaveta, este ano você vai ganhar (0800, de graça, uhu!):

Ei, esses bônus meus valem até o fim das inscrições, dia 9 de maio.

Mas só pra quem comprar através da indicação da Gaveta, viu?

Bora decolar?

Comece pequeno

 

Hoje vou mostrar para você como uma ideia simples e inusitada pode se transformar em um projeto cultural de grande sucesso.

O projeto raubdruckerin começou em 2006 em Portugal, quando a artista Emma-France Raff, junto com seu pai, desenvolveu a ideia de utilizar o que a cidade lhes oferecia para criar estampas inusitadas.

O bacana desta iniciativa – e o motivo pelo qual achei interessante colocá-la aqui – é que, muitas vezes não enxergamos ideias óbvias, fáceis e baratas porque estamos focados em grandes projetos.

E isso acontece não apenas quando falamos sobre nossos projetos culturais, mas, sobretudo, em nossa vida pessoal. Muitas vezes nos vemos pensando em uma grande viagem, em uma grande aventura, em um grande acontecimento enquanto a louça se acumula na pia. E se ao invés de buscar a felicidade como um fim, você se esforçasse para ser feliz hoje? São 24 horas que você tem! Simplifique!

Comece a pensar como você pode simplificar seus sonhos, sua rotina, seus projetos, as tarefas que te dão menos prazer. Minimize, reduza, destralhe. Pense no seu tempo, na sua caixa de entrada, no seu desktop, no seu armário, no seu dia-a-dia. Simplifique! 

Se você ainda não colocou um projeto no papel, se não o inscreveu em uma lei de incentivo, se ainda não achou um patrocinador, se ainda não tem uma equipe ou mesmo se não sabe por onde começar, pense pequeno. Comece pequeno. Mas comece já. Não deixe que os grandes pensamentos travem sua ação. Vinte e cinco minutos por dia fazendo algo conectado com seus sonhos pode fazer toda a diferença.

Lembre-se também que projetos menores podem garantir recursos para você dar passos maiores e realizar grandes sonhos. Para você ter uma ideia, de tempos em tempos o projeto raubdruckerin tem um aviso sobre alta demanda de pedidos. Sim, eles estão fazendo arte, estão se remunerando, tiveram uma excelente ideia e, acima de tudo, de forma simples!

Pronto para simplificar?

Calendário 2017: Leis, Editais e Resultados

Confira aqui todas as notícias sobre cultura de 2017 que irão ajudar você a tirar seus projetos da gaveta e a realizar suas ideias desde a página em branco até o resultado final. 

Este calendário ficará fixo em nosso site de forma a facilitar a busca de informações, sempre com link para a fonte original da notícia, reduzindo, assim, seu tempo em busca do que está procurando.

Para conhecer nossos cursos, clique AQUI.

 

Dezembro de 2017:

 

Novembro de 2017:

 

Outubro de 2017:

 

Setembro de 2017:

 

 

Agosto de 2017:

 

 

Julho de 2017:

 

Junho de 2017:

 

Maio de 2017:

Abril de 2017:

 

Março de 2017:

 

Fevereiro de 2017:

 

 

Janeiro de 2017:

 

Quer ver como foi o calendário de 2016? Clique AQUI.

Quer ver como foi o calendário de 2015? Clique AQUI.

Procurando um captador de recursos?

Toda semana recebo emails de produtores e artistas que querem saber se a #dagaveta faz captação de recursos. Nós já atuamos como captadores no passado, mas hoje em dia, não realizamos mais esta etapa da produção.

 

Ainda assim, disponibilizamos tanto em nosso site quanto em nosso grupo fechado no facebook contatos de profissionais de captação de recursos. É só passar lá para conferir…

 

Mas o assunto do email vai mais além…

 

Quem já fez nosso curso de Captação de Recursos sabe que a gente recomenda que atue como captador de seus projetos… Mesmo que também contrate um captador!

 

A gente chama isso de “estratégia do duplo cifrão”. Ou seja, você vai ter um captador com uma estratégia própria e seus contatos E também irá a campo atrás dos recursos para realizar seus projetos. Claro que isso deve ser super bem alinhado entre vocês, mas o fundamental a saber é que você é a pessoa mais bem preparada para vender seu projeto… é você quem tem o brilho nos olhos e… principalmente… sabe até onde pode negociar.

 

Eu sei que muitos artistas e produtores têm receio de assumir este chapéu, mas, eu garanto, tirar uma tarde a cada semana (uma tarde!) para se dedicar à captação de recursos do seu projeto pode ser o diferencial que está faltando para garantir os recursos para realizar seu projeto!

 

Quer saber tudo o que você precisa para dar um grande passo rumo à captação de recursos, clique AQUI!