Canal Futura abre seleção para projetos de documentário – 2º DOC Futura

 

 

 

De 30 de maio a 15 de julho, o Canal Futura recebe inscrições para o 2º DOC Futura, pitching que vai selecionar um projeto de documentário de 52 minutos para coprodução e exibição. Não há delimitação temática e narrativa, mas o canal busca, sobretudo, projetos que tratem de assuntos relacionados aos direitos humanos. O projeto vencedor receberá o valor máximo de R$110 mil, verba que deve incluir todas as etapas de formatação, conteúdo, pesquisa, direitos autorais, produção, realização e finalização. O público-alvo é livre.

“Os projetos que têm maiores chances de vencer são aqueles que tratam de temas provocadores, instigantes, que possam levar nosso público a refletir a partir de uma abordagem igualmente inusitada. Também daremos preferência a temas ligados aos direitos humanos que sejam de grande valia para a nossa sociedade e ainda pouco abordados na mídia”, explica a gerente de Conteúdo do Canal Futura, Débora Garcia.

Baixe o edital com o regulamento e a ficha de cadastro.

A relação completa dos projetos selecionados para apresentação à banca examinadora será divulgada no dia 29 de julho. O pitching acontece no dia 12 de agosto, com divulgação do vencedor no dia 15 de agosto.

Esta é a segunda vez que o Canal Futura promove um pitching exclusivamente para documentários. O 1º DOC Futura, que tinha a temática da pobreza, selecionou o projeto Leva, da jovem produtora paulista Preta Portê Filmes. A produção, que foi ao ar no último mês de maio, abordou a questão do déficit de moradia no Brasil ao mostrar o dia a dia de um prédio habitado por integrantes de movimentos de ocupação urbana da cidade de São Paulo.

34º Festival Guarnicê de Cinema abre inscrições online

O maior evento audiovisual do Maranhão entra em exibição no período de 29 de agosto a 02 de setembro de 2011

O 34º Festival Guarnicê de Cinema vai entrar em exibição de 29 de agosto a 02 de setembro de 2011, na cidade de São Luís do Maranhão. Promovido pela Universidade Federal do Maranhão, por meio do Departamento de Assuntos Culturais da Pró-Reitoria de Extensão, com apoio de organizações públicas e empresas, o 34º Festival Guarnicê já está com as inscrições abertas no site

www.cultura.ufma.br

O 34º Festival Guarnicê de Cinema incentiva a realização de vídeos e filmes em curta, média e longa metragem no Brasil e fomenta ainda o aparecimento de novos realizadores. O Festival também difunde a produção do audiovisual nacional e favorece o intercâmbio entre países ibero-americanos e de língua portuguesa. O regulamento, inscrições, notícias, galeria de fotos e contatos estão disponíveis no site.

Constituído de mostras competitivas e não competitivas, o 34º Festival Guarnicê de Cinema aceitará filmes na bitola 35mm e vídeos realizados no sistema NTSC em qualquer formato de captação. As mostras não competitivas serão realizadas em sistema itinerante e constituídas de vídeos e filmes em curta, média e longa metragem, convidados ou que não se enquadrem nos critérios da competição.

Concursos e Inscrição

A edição 2011 do festival manterá os concursos de Guarnicê de Filmes Longa Metragem; Guarnicê de Filmes Média e Curta Metragem; Guarnicê de Vídeos; Troféu Guarnicê para Telerreportagem, exclusivo às emissoras de televisão do Maranhão; Troféu Guarnicê para Comercial, destinado apenas às agências e produtoras de vídeos maranhenses e ainda os Troféus Guarnicê para Vídeo 1 Minuto e Videoclipe.

Poderão participar cineastas e videoastas brasileiros, ibero-americanos e de países da língua portuguesa. Cada participante poderá inscrever até dois filmes e/ou vídeos, de longa, curta e média metragem. Vale lembrar que a duração para Curta Metragem é de até 15 minutos, Média Metragem (16 a 59 minutos) e Longa Metragem (70 a 130 minutos). O festival tem tema livre. Não serão aceitos, de nenhuma forma, trabalhos que já competiram nas edições anteriores do Festival Guarnicê de Cinema.

Exigências e Orientações

O responsável pela inscrição deverá permitir a doação de uma cópia da sua obra audiovisual em mídia digital no formato DVD, por meio do preenchimento da Ratificação de Permissão à UFMA para incorporação ao acervo do Departamento de Assuntos Culturais. Para todos os trabalhos (filmes e vídeos), o responsável pela inscrição deverá enviar Declaração à coordenação do Festival informando que dispensa cobrança oriunda de direito autoral por parte do ECAD (Lei 9.610/98).

Essa declaração será assinada pelo autor da Trilha Sonora e o diretor da obra audiovisual. A inscrição do trabalho deverá constar de: a) Preenchimento da ficha de inscrição, tendo anexos fotos, releases, currículo em CD-ROM (extensão JPEG ou TIFF) para imagens com 300 dpi e para textos em Word para divulgação. Cada trabalho deve ser gravado em DVD, individual e identificado com nome, endereço, telefone e e-mail e Declaração dos Direitos autorais e Ratificação de Permissão.
Os trabalhos inscritos e seus anexos deverão ser entregues ou enviados por postagem à:

UFMA/PROEX/DAC – FESTIVAL GUARNICÊ DE CINEMA
Rua Grande, 782 – Centro. CEP: 65020-250. São Luís/MA. Informações: 98 3231 2887 (Coordenação) – 3232 3901 (Secretaria) e 3221 0756 (Informática). Por e-mail: dac.audiovisual@ufma.br, até às 18h na coordenação do Festival e até à 23h59 de 10 de junho/2011 pela internet. Regulamento completo, acesse: www.cultura.ufma.br.

DOCTV América Latina III abre inscrições para documentários

Iniciativa vai premiar um projeto inédito de documentário de 52 minutos de duração

O Concurso de Seleção de Projetos de Documentários do Programa DOCTV América Latina está com inscrições abertas até 14 de julho. A iniciativa vai premiar um projeto inédito de documentário de 52 minutos de duração, no valor de US$ 70mil em cada um dos países: Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Cuba, Equador, México, Panamá, Peru, Porto Rico, Uruguai, Venezuela, Costa Rica e Paraguai.

O processo de seleção, que ocorre simultaneamente em todos os países participantes, inclui uma primeira etapa – a apresentação do projeto, até 14 de julho; uma pré-seleção, que acontece entre os dias 15 de julho e 04 de agosto. Serão selecionados três projetos e o juri é indicado pela Secretaria do Audiovisual (SAV) do Ministério da Cultura, TV Brasil, TV Cultura, ABD-N e Fundación del Nuevo Cine Latino Americano.

Este ano o processo contará com uma etapa intermediária de avaliação feita por um juri internacional que encaminhará ao juri nacional suas observações sobre os projetos pré-selecionados. A etapa definitiva é a defesa oral do projeto pelo realizador –pitching- , e acontecerá no dia 6 de setembro, na sede da TV Brasil, no Rio de Janeiro.

O anúncio do projeto vencedor no Brasil, bem como nos demais países, será no dia 8 de setembro de 2011. O premiado participará de uma oficina de desenvolvimento de projetos na Fundación del Nuevo Cine Latino Americano, em Cuba, ainda em 2011. Depois de produzidos, os documentários serão exibidos em TVs públicas dos países incluídos no DOCTV América Latina III, em 2012.

O Programa, lançado pela Conferência das Autoridades Audiovisuais e Cinematográficas Ibero-americana (Caaci), é coordenado no Brasil pela SAV/MinC, em parceria com a TV Brasil e TV Cultura. Visa estimular e fortalecer o intercâmbio cultural e econômico entre os povos latino-americanos, implantar políticas públicas integradas de fomento à produção e teledifusão de documentários nos países da região e difundir a produção cultural desses países no mercado mundial.

As inscrições para o concurso devem ser enviadas pelo correio à Secretaria do Audiovisual – SAV/MINC – SCS quadra 09, lote C, Edifício Parque Cidade Corporate, 8º andar, Brasília, DF, CEP 70308-200, pelos candidatos ou seus agentes. Podem participar do concurso pessoas físicas brasileiras ou estrangeiras que tenham residência não inferior a três anos no país.

 

Mais informações em: http://tvbrasil.org.br/doctval3/

Confira o resultado das Chamadas públicas 2010/2011 – Audiovisual

A Secretaria de Estado de Cultura do Rio de Janeiro (SEC) e a RioFilme, empresa de investimento em audiovisual da Prefeitura do Rio, anunciam os 64 projetos escolhidos por meio de sete linhas e um prêmio adicional do Programa de Chamadas Públicas de Audiovisual RIOFILME/SEC 2010/2011.

Veja a relação dos projetos aprovados.

Os aprovados têm até o dia 13 de junho para enviar a documentação necessária para contratação, conforme disposto no item 10.1 do edital e no arquivo ‘Documentação necessária para contratação’, que consta do pacote de anexos disponível na página de cada linha de ação.

Confira o release do anúncio

O processo de análise da linha de Apoio à Produção de Pilotos e de Série de TV, em parceria com a MTV Brasil, ainda se encontra em andamento e terá os vencedores de sua primeira etapa anunciados em junho.

Caixa Econômica abre 3 editais

PROGRAMA CAIXA DE APOIO A FESTIVAIS DE TEATRO E DANÇA

A CAIXA apresenta seu processo de seleção para patrocínio de projetos de festivais de teatro e dança que acontecerão em todo o território nacional, no período de janeiro a dezembro de 2012. Os projetos deverão ser apresentados exclusivamente por pessoa jurídica cuja natureza/objeto social principal possua finalidade cultural, que atenda às exigências deste Regulamento e que esteja em dia com suas obrigações fiscais e trabalhistas. O processo de avaliação obedecerá ao limite de R$ 200.000,00 (duzentos mil reais) por projeto.

Serão considerados somente os festivais que contemplem:

– A partir de 5 (cinco) companhias/grupos de teatro ou dança participantes.

– No mínimo 10 (dez) espetáculos distintos, podendo haver, ainda, palestras, oficinas e cursos.

A inscrição será feita única e exclusivamente via internet, por meio do site www.caixa.gov.br/caixacultural, até 17 de junho de 2011, às 23h59min, horário de Brasília.

Mais informações em:

PROGRAMA DE OCUPAÇÃO DOS ESPAÇOS DA CAIXA CULTURAL

A CAIXA comunica que receberá no período de 9 de maio a 10 de junho de 2011 projetos culturais para ocupação dos espaços da CAIXA Cultural, localizados em Brasília, Curitiba, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo, para formação da pauta no período de março de 2012 a fevereiro de 2013. Os projetos deverão ser apresentados exclusivamente por pessoa jurídica cuja natureza/objeto social principal possua finalidade cultural, que atenda às exigências deste Regulamento e que esteja em dia com suas obrigações fiscais e trabalhistas.

Serão analisados projetos apresentados nos seguintes segmentos:

a) Artes visuais (fotografia, escultura, pintura, gravura, desenho, instalação, videoinstalação, intervenção e novas tecnologias ou performances).

b) Artes cênicas (teatro, dança e performance de palco).

c) Música.

d) Cinema (exibição de mostras e festivais).

e) Outros – palestras, encontros, cursos, leituras dramáticas, oficinas e lançamento de livros.

A CAIXA analisará, com base no orçamento a ser preenchido pelo proponente, a possibilidade de custeio dos itens aplicáveis ao tipo de projeto inscrito, admitindo-se a concessão de um valor máximo de R$ 300.000,00 (trezentos mil reais) a título de patrocínio. O valor concedido de acordo com a referida análise limita-se à disponibilidade financeira da CAIXA.

Mais informações em:

PROGRAMA CAIXA DE APOIO AO ARTESANATO BRASILEIRO

A CAIXA receberá, de 16 de maio a 17 de junho de 2011, projetos a serem realizados ao longo de 2012 que visem ao desenvolvimento de comunidades artesãs e à valorização do artesanato tradicional e da cultura brasileira, contemplando várias etapas do processo produtivo.

Os projetos deverão ser apresentados, obrigatoriamente, por proponentes cuja constituição seja de pessoa jurídica, sem finalidades lucrativas e que contemplem em seu estatuto a realização de atividades culturais e/ou a finalidade social, instituições de ensino superior, cuja natureza contemple atividades de extensão, ou cooperativas e associações de artesanato.

O programa beneficia unidades produtivas que são entendidas como grupos formais ou informais de artesãos.

Diferentes unidades produtivas podem se reunir (ainda que em municípios ou localidades diferentes) para apresentar à CAIXA um único projeto.

Este programa não contempla projetos de produção de alimentos, bebidas, vestimentas ou acessórios (bijuterias, bolsas e sapatos).

Poderão candidatar-se projetos em andamento ou em fase de planejamento, desde que respeitada a condição de existência prévia da produção de artesanato de cunho tradicional.

Entende-se por artesanato tradicional aquele que tem como marca distintiva seu enraizamento em determinada cultura, ou seja, que se trata de uma manifestação da cultura local.

Será concedido um valor máximo de R$ 50.000,00 (cinquenta mil reais) por projeto.

Mais informações em: