O que você faz com suas ideias? 


O que você faz com suas ideias? 

Você as guarda com carinho em um caderno secreto, em uma pasta no evernote, no fundo da gaveta, em algum lugar da sua cabeça ou você simplesmente deixa que elas apareçam e desapareçam sem nenhum controle sobre elas?  

Pois é… Na correria do dia-a-dia, muitas vezes a gente simplesmente negligencia nossas ideias, não dá muita importância a elas e quando vê, precisa correr para atender o prazo de um edital ou, pior, começa a desacreditar nelas e não segue em frente.

Depois de passar muito tempo correndo como uma louca para elaborar projetos para editais ou ainda percebendo que muitas das minhas ideias não iam para frente pelo que eu chamei de “ausência de empatia pelo meu ‘eu-artista’ no futuro”, que eu decidi que isso tinha que mudar. 

Eu precisava ter um método simples e prático de transformar uma ideia em projeto assim que o momento “eureka” surgisse e guardá-las de forma bem organizada para colocá-las em prática cada uma a seu tempo.

Algumas precisavam ser maturadas… outras, simplesmente saiam prontas para serem executadas.

Foi daí que criei o método do curso “Elaboração de Projetos Culturais Simplificados“.

Assim, era fácil!

A ideia surgia, eu seguia meu próprio passo-a-passo e em pouco tempo lá estava meu projeto pronto para ir para o mundo (ou para o arquivo de ideias, quando esse era o caminho inicial).  

Se você também precisa de um passo-a-passo como eu, dá uma olhada —->>>> AQUI!

E depois me conta onde suas ideias foram parar!