Prêmio Shell de Teatro de São Paulo anuncia indicados

O Prêmio Shell de Teatro de São Paulo anunciou nesta terça-feira (3) os indicados do primeiro semestre de 2012.
Destaque da lista, “L’Illustre Molière” recebeu quatro indicações entre as peças encenadas. Além de figurino e música, Sandra Corveloni foi indicada em direção e Guilherme Sant’Anna como ator.
“Mistero Buffo” concorre nas categorias direção (Neyde Veneziano) e ator (Domingos Montagner).
Veja abaixo a lista completa de indicados:

 

Autor
Ana Roxo (“Cabeça de Papelão”)
Luís Alberto de Abreu (“Francesca”)

 

Direção
Neyde Veneziano (“Mistero Buffo”)
Sandra Corveloni (“L’illustre Molière”)

 

Ator
Domingos Montagner (“Mistero Buffo”)
Guilherme Sant’Anna (“L’illustre Molière”)
João Paulo Lorenzon (“Eu vi o sol brilhar em toda sua glória”)

 

Atriz
Lucia Romano (“A travessia de Kalunga Grande”)
Walderez de Barros (“Hécuba”)

 

Cenário
José Takla (“Vermelho”)
Zé Henrique de Paula (“Bichado”)

 

Figurino
Gabriel Villela e Shicó do Mamulengo (“Macbeth”)
Zé Henrique de Paula (“L’illustre Molière”)

 

Iluminação
Lúcia Chedieck (“Eu vi o sol brilhar em toda sua glória”)
Wagner Freire e Armazém da Luz (“Ifigência”)

 

Música
Adilson Rodrigues (“Cabeça de Papelão”)
Ernani Maletta (“Hécuba”)
Fernanda Maia (“L’illustre Molière”)

 

Categoria Especial
Cia. São Jorge de Variedades pelo trabalho de pesquisa e criação de “Barafonda”
Companhia Antropofágica pelo processo de pesquisa em “Máquinas de Intervenção Urbana”

 

Fonte: Folha.com

Indicados ao 24º Prêmio Shell de Teatro do Rio de Janeiro

Confira a relação completa dos indicados do primeiro semestre do 24º Prêmio Shell de Teatro do Rio de Janeiro:

Autor:

Felipe Rocha por “Ninguém falou que seria fácil”
Pedro Bricio por “Me salve, musical”

Direção:

Daniel Herz por “Adultério”
Gabriel Villela por “Crônica da casa assassinada”

Ator:

Charles Fricks por “O filho eterno”
Gilberto Gawronski por “Ato de comunhão”
José Mayer por “Um violinista no telhado”

Atriz:

Debora Olivieri por “Rosa”
Letícia Isnard por “A estupidez”

Cenário:

Fernando Mello da Costa por “Um coração: fraco”
Lipiani e Lídia Kosovski por “Cozinha e dependências – Um dia como os outros”
Márcio Vinícius por “Crônica da casa assassinada”

Figurino:

Flavio Graff por “Outside: um musical noir”
Gabriel Villela por “Crônica da casa assassinada”

Iluminação:

Aurélio de Simoni por “O filho eterno”
Domingos Quintiliano por “Crônica da casa assassinada”

Música:

André Aquino e João Bittencourt por “R&J de Shakespeare, juventude interrompida”
Marcelo Castro por “Um violinista no telhado”

Categoria especial:

Marcia Rubin pela direção de movimento dos espetáculos “Escola do escândalo”, “O filho eterno” , “A lua vem da Asia” e “Outside: um musical noir”.
Teatro do Pequeno Gesto pela publicação da revista Folhetim dedicada a Nelson Rodrigues e sua manutenção ao longo de 13 anos.