Captação de Recursos

Hoje nós vamos falar sobre a etapa de captação de recursos e o que fazer depois que você tem o diário oficial de aprovação de seu projeto em mãos.

 

 

Devo antecipar para você que um dos maiores gargalos na produção cultural está justamente na captação de recursos. Aprovar um projeto cultural em uma lei de incentivo é fácil já que você está simplesmente usufruindo de um benefício da legislação… Já captar, são outros 500… ou menos… ou mais…

 

Hoje vou focar exclusivamente na captação para projetos aprovados em leis. Em futuros videos falarei sobre novas ferramentas de viabilização de projetos como o crowdfunding, patrocínio afetivo, anjos, investidores, empréstimos e muitos outros recursos e ferramentas que existem por aí.

 

Para captar recursos com uma empresa, a primeira etapa que você deve cumprir é ter em mãos um projeto de captação. Muitas vezes este projeto difere em alguns itens do apresentado na lei porque, enquanto a lei quer ter certeza de que seu projeto é viável e que atende aos princípios legais de admissibilidade, democratização do acesso e impacto ambiental, o patrocinador, por sua vez, alem de querer saber sobre a qualidade do projeto, busca informações sobre o valor que terá que investir e o retorno que terá em patrocinar seu projeto.

 

Retorno aí quer dizer contrapartidas, que podem ser culturais, sociais e econômicas. O patrocinador certamente vai querer saber sobre seu plano de mídia, ações de ativação de marca e relacionamento com clientes e funcionários. É até um pouco triste dizer isso, mas o patrocinador quer saber a resposta para a famosa pergunta “o que eu ganho com isso?”

 

Com o projeto em mãos você tem 3 caminhos que podem inclusive ser pensados de forma conjunta. O primeiro caminho é buscar um captador de recursos. Este profissional é qualificado para apresentar seu projeto de forma atraente e eficiente para as empresas e muitos deles já contam com uma rede de empresas com quem se relacionam. Um bom captador, pode sim garantir o sucesso de sua captação. Grande parte destes profissionais trabalham de acordo com a legislação, recebendo 10% do valor total captado (para a lei rouanet e lei municipal) e 5% do valor captado para a lei estadual. As leis prevêem apenas o limite de R$ 100mil reais para o captador em projetos que têm orçamento maior do que 1 milhão de reais. Alguns profissionais também são remunerados antecipadamente pela pesquisa, reuniões, viagens, despesas e outras atividades necessárias à sua função.

 

O segundo caminho é tornar-se você mesmo um captador. Na verdade, a idéia aqui não é desvalorizar o trabalho do profissional que atua nesta área, mas sim ressaltar que você, como idealizador e proponente do projeto, pode ser, em alguns casos, a pessoa ideal para captar recursos. Tenha certeza de que a dedicação que tem por seu projeto e o famoso brilho nos olhos, podem se tornar o grande diferencial em uma reunião de apresentação. Imagine ainda que sua própria rede de relacionamentos pode ser o local ideal por onde começar a buscar aquela empresa ou profissional de marketing ou patrocínio que está à procura naquele momento de um projeto para fortalecimento de sua marca! Não tenha medo! Você certamente tem os argumentos certos para mostrar para uma empresa de que seu projeto é bom (desde que ele realmente seja bom!).

 

Outra dica bacana é saber que o Ministério da Cultura divulga em seu site o nome de todas as empresas que investiram em projetos culturais através da Lei Rouanet no ano anterior. Conheça estas empresas, pesquise o perfil de seu público-alvo e avalie onde pode ser interessante apresentar seu projeto.

 

O terceiro caminho é inscrever seu projeto em editais. Os editais são ferramentas que as empresas desenvolveram para criar regras próprias e bem definidas para o recebimento e análise de projetos. Grandes empresas contam com editais que abrem anualmente e permitem que você inscreva seu projeto caso ele esteja de acordo com os princípios definidos no edital. Caso seu projeto seja contemplado, isto significa que aquela empresa irá oferecer os recursos financeiros para que você o realize. Dentre os editais públicos sugerimos acessar os sites do MinC, Secretaria Estadual de Cultura, Secretaria Municipal de Cultura, Rio Filme, Ancine e Funarte, para saber as oportunidades que estão abertas. Seguir estes órgãos no facebook ou twitter também garante que você fique por dentro sempre que ocorrer a abertura de um edital.

 

Outros editais públicos e privados que movimentam muito recurso atualmente no Brasil são os promovidos pelas empresas: Petrobrás, Furnas, Vale do Rio Doce, Natura, BNDES, Eletrobrás, Correios, Rumos Itaú, Oi Futuro, entre outros.

 

É importante ressaltar que 90% da cultura oferecida ao público em nosso pais é oriunda de leis de incentivo e recursos públicos. Por outro lado, a media geral de projetos efetivamente inscritos, aprovados e realizados não chega a 40%. Ou seja, arregace as mangas e corra atrás. Não é fácil… e Até hoje eu não soube de nenhum caso de empresa batendo na porta de produtor oferecendo recursos para seu primeiro projeto!

 

Agora que você já tem estas dicas, seu projeto já foi aprovado na Lei Rouanet e você já conhece um pouco da realidade de captação de recursos em nosso país, está esperando o quê para começar a desenvolver seu projeto de captação e sair por aí?

 

 

Já pensou em ter acesso a um modelo de projeto de captação…

 

…em power point editável e ainda com informações e exemplos do que deve conter cada slide?

 

Template de Projeto de Captação

 

E se você ainda receber três templates básicos para copiar e colar as informações do seu projeto, sem precisar pagar mais por isso ou ter que quebrar a cabeça pra pensar em um design que funcione?

 

Acrescente ainda um PDF com 6 dicas sobre a etapa de captação que vão ajudar você a captar recursos para seu projeto…

 

Pronto!

 

Se era isso que você estava procurando, adquira o seu agora mesmo e receba por email um arquivo .ZIP com estes 5 documentos.

 

Você irá receber seus arquivos em até 48 horas depois da confirmação de compra.

 

E poderá começar a captação de recursos para seu projeto imediatamente!

 

Ei, não esqueça de deixar seus comentários abaixo!